28/01/2013 Comentário (0) paramedicina

Curso de Socorro e Resgate Cruz Vermelha Brasileira

8414637323_b695b38ccd_b

Durante 2 semanas foi muita teoria, siglas, regras, protocolos, e claro, prática. Assim definiu Gamba sobre o tempo que passou ao lado dos profissionais da Cruz Vermelha de Belo Horizonte. O atendimento à vítima na prova prática foi assim: motociclista com TCE, fratura exposta na perna, mão amputada, teve uma convulsão e depois uma PCR. Tempo de atendimento: 10m38s, que rendeu a todos da equipe aprovação no curso e o título de socorristas com experiência em resgate e atendimento pré-hospitalar.

Cruz Vermelha

Cruz Vermelha

Cruz Vermelha

Cruz Vermelha

Cruz Vermelha